REDES SOCIAIS

Inovação: agradando o cliente

Inovação: agradando o cliente
17 jul 2018 POR: Cecilia Queiroz

Sempre que converso com alguém sobre inovação, a palavra assusta. Para  muitas pessoas, parece que inovar equivale a fazer uma descoberta científica. Talvez seja ter o “eureka” do Arquimedes. Ou  o equivalente a ganhar sozinho na loteria. Ou ainda descobrir a fórmula da juventude.

Inovação não pode ser visto como algo inatingível, que só quem tem muita sorte ou muito dinheiro pode conseguir.  O achado não passa, necessariamente, pelo investimento de milhões de reais ou dólares em busca de soluções mirabolantes que vão impactar a vida de todo mundo.

Inovar na sua empresa tem que ser um desafio diário. Suas ações cotidianas precisam estar voltadas para a inovação. Usar boas práticas, iniciar pequenas mudanças que gerem um bom impacto podem fazer com que seus clientes queiram ir mais ao seu estabelecimento. Elas também podem provocá-los para que desejem adquirir seus serviços apenas por essas alterações realizadas. Já pensou?

Simples e eficiente

Esse é um exemplo de como uma alteração criativa faz toda a diferença. Pensa: tem coisa mais irritante do que ir ao supermercado com crianças que não param quietas?

Os carrinhos dos supermercados costumam adaptar um “assento” para que elas possam sentar, de frente para seus acompanhantes. Mesmo assim, a atenção delas nessa jornada de compras dura pouco. Querem ficar em pé, descer, pegar produtos, chorar e até mesmo teimam em se  sentar no meio das compras, amassando frutas e quebrando ovos.

Na minha última viagem aos Estados Unidos, estive no Central Market de Austin. Este supermercado oferece aos seus clientes um carrinho diferente. Sim, a criança vai se sentar de frente para os pais, mas ao contrário de um observador passivo, ela vai ter a sensação de estar no comando, porque o carrinho tem o guidão do volante. A criança se sente dirigindo, não cria caso, não se incomoda com o tempo de compras nem fica querendo mudar de lugar.

Se você quer criar coisas novas, use esse exemplo e pense na simplicidade dessa solução na próxima vez que avaliar uma inovação.

 


Faça um comentário

Seu feedback é valioso para nós. O seu email não será publicado.

SIGA-NOS
MAIS ACESSADOS
Em Destaque